física quântica

Física Quântica – Viagem no Tempo

uma-viagem-no-tempo1

O tema a ser tratado é algo já explorado durante muito tempo em filmes, seriados, musicas e etc. A “Viagem no Tempo” rende a filmes grandes aventuras e emoções, um grande exemplo disso é o filme “De volta para o Futuro” que levou Marty Mcfly ao passado e o fez se meter em uma enorme confusão com seus próprios pais e o Doc Brown. Entretanto, a busca por uma possível viagem no tempo, ou os meios pelo qual tal feito seria possível é algo trabalhado não apenas na ficção, mas levado também em consideração pelo meio científico.

tesla1

Talvez um dos primeiros cientistas a tratar sobre o assunto tenha sido o próprio Nicholas Tesla, em 1895. Nesse ano, Tesla estava pesquisando sobre a eletricidade e como ela é transmitida através da atmosfera, com isso ele fazia diversas experiências com radiofrequências. Em março desse mesmo ano, enquanto fazia experimentos com um enorme transformador que produzia poderosos campos magnéticos – que segundo Tesla alteravam o tempo e o espaço – e acabou gerando 3,5 milhões de volts que ocasionaram um acidente que paralisou Tesla e o atingiu com uma enorme carga, que poderia tê-lo matado caso seu assistente não tivesse desligado a corrente elétrica. Entretanto, esse incidente fez com que Tesla acreditasse que ele viu o passado, futuro e presente ao tempo. Essa história foi contada meses depois e Tesla de fato acreditou que havia “entrado” em uma outra dimensão.

Veja também: Artigos sobre Física Quântica

Além de Tesla, outros vários físicos e experimentos foram e ainda são realizados para tentar provar ou criar uma maquina do tempo que seja possível levar uma pessoa a um tempo ainda desconhecido. Mas afinal, até onde poderemos ir com isso?

Se levarmos em consideração aquilo que Einstein escreveu em sua “Teoria da Relatividade”, o tempo é relativo e ele está ligado diretamente com a velocidade. Logo, quanto mais rápido um objeto se move mais devagar o tempo passa para esse, embora esteja limitado a velocidade da luz – considerada na física a velocidade máxima. Por exemplo, se algo atingisse a velocidade da luz e nela permanecesse por um certo período de tempo, para a pessoa em movimento o tempo mal teria passado, entretanto para um “observador” em repouso poderia ter passado muitos anos.

einstein_emc

Então a viagem no tempo é possível de acordo com a relatividade? Não é por ai. Do mesmo modo que Einstein disse que o tempo é relativo e a velocidade da luz é algo fixo, também foi dito que nada com massa pode alcançar tal velocidade – dada como limite. Porque a medida que a velocidade aumenta a massa de um corpo também aumenta, possível perceber através da famosa equação de Einstein de que a energia é proporcional a massa multiplicada pela velocidade da luz ao quadrado.

Com isso, pela relatividade a viagem no tempo não seria possível e outros meios teriam que ser descobertos. Outra possibilidade então seria aquela dada por Kip Thorne, sim o mesmo que ajudou no roteiro do filme “Interestellar”.

1f7a0-012bworm2bhole2b-2btime2btravel2b-2bbending2bspace2btime

A “Teoria do Buraco de Minhoca de Kip Thorne” trata de algo hipotético e criado pelo astrofísico e astrônomo. Essa teoria foi um dos motivos que fez com que Kip Thorne ficasse conhecido na mídia. A ideia do buraco de minhoca embora não viole aquilo que conhecemos e possa fazer a ligação entre dois pontos do mesmo espaço – dado a distorção do espaço tempo – leva também alguns problemas tanto por manter a “garganta” estável como também os efeitos que ocorreriam. Buracos negros possuem enorme radiação, então o corpo estaria submetido a isso como foi dito logo depois por Stephen Hawking em a “Radiação Hawking”.

Outros motivos que tornam a viagem no tempo ao passado improvável ou talvez complicada seriam todos os possíveis paradoxos que poderiam ocorrer. Dentre os mais conhecidos, temos o “Paradoxo do Avô” que poderia ser algo como aquilo visto em “De Volta para o Futuro”. No filme, Mcfly muda o futuro de seu pai fazendo com que ele não conheça a sua mãe, então têm que lutar contra o tempo e arrumar o problema. O paradoxo do avô seria como se você fosse para o passado, matasse o seu avô e dessa forma seu pai não nasceu, não conheceu sua mãe e você não nasceu. Mas se você não nasceu como voltou no passado e fez tudo isso?

time

Além desse paradoxo, outros como por exemplo a “Proteção da Cronologia”, “Paradoxo Ontológico”, “Paradoxo da Predestinação”, “Ação Restrita”, “Paradoxo da Superpopulação de vocês” e outros são levados em conta na impossibilidade de uma viagem no tempo até o passado.

Como foi percebido, muitos são os meios pelo qual os cientistas tentam provar algo em relação a viagem no tempo. Diferente do que aquilo que muitos pensam, a viagem no tempo não é algo tratado apenas na ficção mas sim levado em consideração pela ciência. O próprio Stephen Hawking, um dos maiores gênios do nosso século, acredita na possibilidade de uma viagem para o futuro – mas nunca para o passado.

Além dos assuntos de viagem temporal são conhecidos alguns temas como os universos paralelos e as várias dimensões, mas deixaremos isso para algum assunto futuro. Por hoje vamos parar por aqui. Espero que tenham gostado e que se interessem um pouco mais sobre os assuntos de “Viagem no Tempo” ou outros assuntos que envolvem a física quântica. Muitos são os mistérios envolvidos e estamos ainda bem longe de descobrir tudo aquilo que o universo tem.

FONTES:

Baker, Joanne – 50 idéias de Física Quântica que você precisa conhecer – Joanne Baker, página 152, 2013.

HAWKING, S. “UMA BREVE HISTÓRIA DO TEMPO“. Bantam Dell Publising Group, 1988.

JONES, M.D. “THIS BOOK IS FROM THE FUTURE“. New Page Books; 1 edition, 2012.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui